Nasci tomando banho no ofurô…

Entrevista com Shizuko Nakayama

Quando adquiriu o ofurô da Will Arte?
Há 7 ou 8 meses

Sentiu um atendimento especial para os propósitos que buscava?
O Will é excelente, gostei muito.

Segue a tradição japonesa no ato do Banho?
Sigo, minha família é bastante tradicional. Nasci tomando banho no ofurô, meus pais são japoneses e minha educação foi demais arraigada, o ato do banho é uma cultura muito forte no Japão. Fui alfabetizada aos 5 anos por minha mãe que era professora de japonês. Todo meu comportamento é japonês. Tradição para os filhos já foi mais leve. Sigo também a orientação de FengShui e terapia floral, banheiro o banho é um conjunto terapêutico. Quando tomo banho da ofurô sinto a cura para minha alma. Tenho, em casa, uma varanda fechada que tem muito verde e tomar banho fora de casa neste ambiente agradável ao anoitecer, e o meu momento de cuidado pessoal. Sofri um pré-infarto há pouco tempo e a terapeuta me indicou que fizesse algo que gostasse muito, imediatamente, pensei no banho. Quando passei a mão na madeira da tina feita por Will tive a certeza que seria aquele ofurô.

Will explicou que desenvolveu uma cumbuca e uma caneca para complementar o ato do banho, como vc as utiliza?
Como o ofurô não se lava dentro, com bacia de madeira pego água limpa do ofurô e jogo no corpo, é um pré-banho. Sento no deck, que o Gilberto de Carvalho desenvolveu, molho bucha natural e começo a fricção, depois com a caneca vou jogando o restante da água, é um descanso para a parte física e espiritual. Em seguida vou para o ofurô. A imersão é muito quente, enquanto água do ocidental é aproximadamente 37º, aos orientais é praticamente 50º. Por este motivo não posso ficar muito tempo imersa porque o banho passa a ser hipotensor, tem que ter cuidado para não baixar demais a pressão. Entro e saiu a cada 10 minutos.

Will se interessou pelo espaço onde estaria o ofurô? Ofereceu o desenvolvimento de projetos?
Não apenas se interessou como visitou o local. Eu queria um lugar que pudesse tomar banho a noite e ter uma bela visão. Tenho um terraço com plantas uso uma lanterna meia luz apenas para não ficar na escuridão total, vejo a Castelo Branco com todo verde e me alimento através da visão. Ainda depois que ficou pronto o local Will fez questão de me visitar.

Qual foi sua satisfação após utilizar o produto (ofurô)?
Foi indescritível, chorei, foi um encontro com a minha alma, retornei à infância, o ofurô cura alma. Depois do meu problema físico reservei mais tempo para o meu banho. Sempre que tenho um problema e fico mais ansiosa, vou à minha terapia pura, o ofurô. Convidei meus filhos e meus genros e eles se impressionaram com o relaxamento do banho. Depois nos dá uma vontade de ficar quietinhos e dormir, então não dá para fazer o ofurô e sair com pressa, é preciso ficar e relaxar.