O Banho de Assento

Esta outra técnica de banho localizado é usada pelas mulheres japonesas por suas virtudes estimulantes, curativas e aquecedoras.

Enche-se a banheira com água bem quente e senta-se, imergindo apenas as nádegas e os quadris, até a cintura.

O resto do corpo deve estar coberto.

Sua duração é de vinte a trinta minutos, acrescentando-se água quente quando esfriar.

O banho de assento costuma ser recomendado para fortalecer e equilibrar a constituição, beneficiar o funcionamento dos sistemas eliminador e reprodutivo e aumentar o interesse da mulher pelo sexo.

No Japão, acredita-se que esse tipo de banho seja poderoso em tonificar todo o organismo. Para intensificar as virtudes de cura, pode-se usar o banho de gengibre para esses mesmos fins.

Extraído do livro: Beleza Japonesa

Autora: Michelle Dominique Leigh

Editora Best Seller

Comentários de Will:

Existe outra versão com o mesmo nome de “Banho de Assento” prescrito pelo Dr. Louis Kuhne em sua obra ‘A Cura pela Água’ Ed. Hemus;

Pelo despojamento de recursos necessários e por seu poder terapéutico, Dr. Kuhne atribui a este banho o status de sua maior contribuição;

É necessário somente um balde com água fria e uma toalha de rosto:

Molha-se a toalha na água fria, friccionando-a na região abdominal, repetindo o processo conforme a toalha se aquece pelo contato com o corpo.

Ele explica que a água fria ajuda o processamento das toxinas pelos órgãos vitais, puxando para fora, para a pele, as febres internas que esses órgãos sofrem ao metabolizar as impurezas que os afligem, fermentam e geram calor.

Esse procedimento simples cura gripes e outros distúrbios mais sérios, mais rapidamente do que nossa vã; cultura vigente possa imaginar.

Um outro banho que Dr. Kuhne estabelece chamado ‘Banho de Tronco’ assemelha-se ao citado como Banho de Assento dos Japoneses, dada a necessidade de uma pequena Tina para imersão do abdome. Entretanto não com água quente mas fria, pelos mesmos preceitos definidos em sua generosa doutrina.

A antroposofia, por sua vez, incrementa o ‘Banho de Tronco’ associando uma Tina de

Escalda-pés com água quente para os pés e tornozelos, enquanto o abdome encontra-se imerso em água fria.

para a pele, as febres internas que esses órgãos sofrem ao metabolizar as impurezas que os afligem, fermentam e geram calor.

Esse procedimento simples cura gripes e outros distúrbios mais sérios, mais rapidamente do que nossa vã; cultura vigente possa imaginar.

Um outro banho que Dr. Kuhne estabelece chamado ‘Banho de Tronco’ assemelha-se ao citado como Banho de Assento dos Japoneses, dada a necessidade de uma pequena Tina para imersão do abdome. Entretanto não com água quente mas fria, pelos mesmos preceitos definidos em sua generosa doutrina.

A antroposofia, por sua vez, incrementa o ‘Banho de Tronco’ associando uma Tina de

Escalda-pés com água quente para os pés e tornozelos, enquanto o abdome encontra-se imerso em água fria.